Como o açucar está prejudicando a sua saúde

sugar-485057_960_720

Elevado consumo de açúcar entre os brasileiros apontam riscos para a saúde

Mais recente pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde aponta que um em cada cinco brasileiros consome doces em excesso, entre cinco vezes ou mais na semana. Segundo o levantamento, o índice é ainda maior entre os jovens: quase 30% da população de 18 a 24 anos possui alimentação com excesso de açúcar. Os dados preocupam as autoridades públicas, principalmente, devido ao avanço de doenças crônicas no país, em especial o diabetes.

O elevado consumo de alimentos ricos em açúcar é um problema que impacta o mundo inteiro. Consumindo cada vez mais produtos industrializados e alimentos produzidos com farinha de trigo, a população tem abandonado hábitos alimentares que incluem produtos frescos, proteínas e gorduras estratégicas. O resultados dessas mudanças ao longos dos últimos séculos, agora cobra alta fatura na saúde.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais da metade dos adultos brasileiros estão acima do peso e 20% estão obesos. Associada ao maior número de pessoas obesas, o diabetes já atinge 8,8% das mulheres e 7,4% dos homens. A maioria tem diabetes tipo 2.
Segundo o médico e presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas (Ineodoc), o Dr. Patrick Rocha, existe muita desinformação sobre o assunto, o que tem contribuído significativamente com a epidemia da obesidade e diabetes globalmente. Ao indicam as últimas pesquisas cientificas, ao priorizar reduzir as gorduras naturais dos alimentos nas últimas décadas, as pessoas começaram a consumir mais açúcar a carboidratos em contrapartida.

“O melhor caminho para uma alimentação saudável não tem tanto a ver com a diminuição do consumo de gorduras de forma generalizada, como nas últimas décadas foi estigmatizado. Tem a ver, principalmente, com a qualidade das gorduras que são consumidas, em nutrir realmente o organismo. É preciso eliminar gradativamente do dia a dia, o açúcar e o trigo que são altamente viciantes e adicionar à rotina alimentar gorduras e proteínas de alto valor biológico”, explica o médico
Para quem acha que optar pelos diets e lights é uma boa alternativa, Patrick Rocha é enfático em afirmar que não. Além de possuir mais sódio adicionado a receita, as substâncias que substituem o açúcar nestes produtos, como o aspartame, podem ser consideradas tão prejudiciais quanto o próprio açúcar por possuir em sua composição ácido aspártico, fenilalanina e methanol, afirma o médico.

Além de prevenir doenças, uma alimentação saudável evita o sobrepeso e dá mais disposição e bem-estar para o nosso dia a dia. A necessidade de rever os hábitos alimentares é o primeiro passo para a conscientização e surge junto a um movimento que busca fortalecer a produção local de alimentos frescos, o que é bom para a saúde e para a economia local.

Be Sociable, Share!