Óleo de coco na papinha do bebê

Quando chega a hora de introduzir alimentos sólidos na alimentação do seu filho, todos tentamos fazer o melhor, para que eles tenham uma boa alimentação e fiquem o maior tempo possível longe de besteiras, mesmo sabendo que esse dia  será inevitável.

Só de pensar já bate aquele instinto e ja treinamos qual será nossa reação quando alguém oferecer algo que julgamos que não é correto e que possa atrapalhar nossa tentativa de oferecer uma vida saudável aos nossos filhos. Toda mãe tem boa intenção. Quando a papinha é liberada, logo corremos para a internet procurando receitas das papinhas com os alimentos mais saudáveis que existem, apesar da orientação do pediatra que é o mais indicado.

Quando o médico libera inserir alguma fonte de gordura boa, geralmente indicam  a margarina, azeite de oliva, e outras o óleo de coco com alternativa para intercalar com o azeite de oliva.

Um dos benefícios do óleo de coco na alimentação infantil, é ele conter  altos índices de ácidos láuricos, um ácido graxo encontrado no leite materno que tem  ação protetora  agindo contra microorganismos causadores de doenças como por exemplo o  sarampo, herpes e estomatite. Esse benefício contribui principalmente aos bebês que não tiveram oportunidade de ingerirem o leite materno e começaram alimentação com fórmulas.

Além da papinha, ó óleo de coco na pele no bebê pode ajudar no tratamento de assadura e em desinflamar em picadas de inseto.

Consulte seu pediatra e pergunte mais sobre os benefícios do óleo de coco ao seu bebê. Abaixo um exemplo de receita de papinha com óleo de coco.

Papinha de Mandioquinha e frango

– 1/2 xícara mandioquinha
-1 a 2 colheres de sopa frango
– 1 colher de óleo de cocô
– 1/4 de xícara rúcula  (partir dos 8 a 9 meses de idade)
–  ervas e condimentos naturais, frescos ou desidratados a gosto (partir dos 8 a 9 meses de idade)

Be Sociable, Share!